Atendimento transparente, próximo e do seu jeito: aqui chamamos isso de assessoria de investimentos.

RENDA FIXA

Investir é diferente de poupar

Descubra as opções de investimento em Renda Fixa. Mais de 80 opções com taxas e rentabilidades competitivas. Diversas delas garantidas pelo FGC.

Tipos de investimento em Renda Fixa

renda fixa

 

Certificado de Depósito Bancário (CDB)

Instrumento de captação dos bancos, com objetivo de financiar suas atividades. Você empresta dinheiro aos bancos em troca de uma rentabilidade (juros).

CARACTERÍSTICAS:

  • Liquidez diária após o período de carência;
  • Ampla rede de bancos emissores;
  • Geralmente é indexado ao DI e emitido com prazo em torno de dois anos;
  • Aplicação garantida pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC) para valores até R$ 250 mil¹, por CPF ou CNPJ, por instituição ou conglomerado financeiro;
  • Produto registrado na CETIP em nome do cliente (CPF/CNPJ).

 

¹Cobertura engloba principal e juros.

CRA (Certificado de Recebíveis do Agronegócio)

Os títulos do agronegócio têm como objetivo viabilizar o financiamento do setor com recursos privados.

CARACTERÍSTICAS:

  • Possibilidade de remuneração atrelada à inflação + ganho real (prêmio), vinculada ao DI ou prefixado;
  • Possibilidade de estruturas com garantias (como alienação da terra e penhor da produção);
  • São negociados no balcão e registrados na Cetip ou no BovespaFix;
  • Isenção de IR e IOF para pessoa física no rendimento; ganho de capital tributado de acordo com a tabela regressiva de alíquota de IR¹;
  • Liquidez baixa;
  • Destinado exclusivamente a investidores qualificados;
  • Produto registrado na CETIP em nome do cliente (CPF/CNPJ).
¹ 22,5% até 180 dias
20% de 181-360 dias
17,5% de 361-720 dias
15% mais de 720 dias

CRI (Certificado de Recebíveis Imobiliários)

Título lastreado em ativos imobiliários de naturezas distintas, como CCI (Cédulas de Crédito Imobiliário), carteira de recebíveis, etc.

CARACTERÍSTICAS:

  • Possibilidade de remuneração atrelada à inflação + ganho real (prêmio), vinculada ao DI ou prefixado; Diversos tipos de CRIs, com exposição a diferentes estruturas;
  • São negociados no balcão e registrados na Cetip ou no BovespaFix;
  • Possibilidade de garantias, como recebíveis imobiliários e/ou alienação fiduciária do bem imobiliário;
  • Isenção de IR e IOF para pessoa física no rendimento; ganho de capital tributado de acordo com a tabela regressiva de alíquota de IR¹;
  • Liquidez baixa;
  • Investimento de longo prazo;
  • Destinado a investidores qualificados;
  • Produto registrado na CETIP em nome do cliente (CPF/CNPJ).
¹ 22,5% até 180 dias
20% de 181-360 dias
17,5% de 361-720 dias
15% mais de 720 dias

Debêntures

Títulos de crédito emitidos por empresas de vários ramos, com o objetivo de financiar investimentos, “rolar” dívidas, fornecer capital de giro, entre outros.

CARACTERÍSTICAS:

  • Grande variedade de emissores;
  • Exposição a diferentes setores como o elétrico, consumo, telecomunicações e infraestrutura, ou seja, é mais diversificação para a sua carteira de investimentos;
  • São negociadas no balcão e registradas na Cetip ou no BovespaFix;
  • Possibilidade de compor de várias maneiras a rentabilidade da carteira (inflação, juros, prefixada);
  • Podem contar com a isenção de IR e IOF (para pessoa física) no rendimento e no ganho de capital, caso estejam enquadradas como debêntures de infraestrutura (Lei 12.431);
  • Produto registrado na CETIP em nome do cliente (CPF/CNPJ).
  • Trata-se de uma modalidade de investimento que não conta com a garantia do Fundo Garantidor de Crédito (FGC).

DPGE (Depósito a prazo com garantia especial do FGC)

É um título de Renda Fixa de depósito a prazo criado para auxiliar instituições financeiras (como bancos) a captar recursos.

CARACTERÍSTICAS:

  • Remuneração: taxa pré ou pós-fixadas;
  • 100% garantido pelo Fundo garantidor de Créditos (FGC) até o montante de R$20 milhões¹ por CPF ou CNPJ; por instituição ou conglomerado financeiro;
  • Baixa liquidez;
  • Produto registrado na CETIP em nome do cliente (CPF/CNPJ).

 

¹Cobertura engloba principal e juros.

FIDC (Fundo de Investimento em Direitos Creditórios)

Fundo de investimento que destina parcela preponderante de seu patrimônio líquido para aplicação em direitos e títulos representativos de créditos (“direitos creditórios”) provenientes de operações comerciais, industriais, imobiliárias, financeiras ou de prestação de serviços, entre outras.

CARACTERÍSTICAS:

  • Rentabilidade diferenciada quando comparado a ativos com classificação de risco semelhante;
  • Pode ser aberto (permitindo a entrada e saída de cotistas a qualquer tempo) ou fechado (a entrada de cotistas não é permitida após o período de captação, e a saída não é permitida antes do vencimento);
  • Pode ter prazo de duração determinado (fundo fechado) ou indeterminado (fundo aberto);
  • Estrutura com cotas seniores e subordinadas: cotas subordinadas só são remuneradas após as cotas seniores terem sido totalmente pagas. Caso ocorra algum evento que afete negativamente a rentabilidade do fundo, somente após a liquidação da classe de cotas subordinadas (decorrente das perdas) será possível alocar perdas adicionais às cotas seniores;
  • Negociável no mercado secundário, pouca liquidez. O valor a ser obtido dependerá das condições do mercado no momento da venda;
  • Destinado exclusivamente a investidores qualificados;
  • Investimento mínimo inicial de R$ 25 mil;

LC (Letra de Crédito – Letra de Câmbio)

Instrumento de captação das financeiras, com o objetivo de financiar suas atividades. Você empresta dinheiro às financeiras em troca de uma rentabilidade preestabelecida.

CARACTERÍSTICAS:

  • Geralmente é indexado ao DI;
  • Aplicação garantida pelo Fundo Garantidor de Créditos ( FGC) para valores até R$250 mil¹, por CPF ou CNPJ, por instituição ou conglomerado financeiro;
  • Baixa liquidez;
  • Produto registrado na CETIP em nome do cliente (CPF/CNPJ).

 

¹ Cobertura engloba principal e juros.

Características da plataforma de Renda Fixa da FMB:

Títulos disponíveis: Tesouro Selic (LTF), Tesouro IPCA + com Juros Semestrais (NTN-B), Tesouro Prefixado com Juros Semestrais (NTN-F) e Tesouro Prefixado (LTN).

Horários: 10h – 17h

Liquidação: Liquidação das operações de aplicação ou resgate são realizados no mesmo dia da confirmação da ordem (D+0).

Registro: Os títulos públicos negociados através da plataforma da FMB são custodiados na Selic e serão consolidados no seu extrato (Portal Minha Conta).

Outras exigências: A quantidade mínima é de 1 título.

Tributação:

IR: Rendimentos e ganhos de capital produzidos por aplicações financeiras de pessoas físicas ou de pessoas jurídicas em títulos públicos são tributados às seguintes alíquotas:

Prazo de Aplicação Alíquota de IR
Até 180 dias 22,5%
De 181 a 360 dias 20%
De 361 a 720 dias 17,5%
Acima de 720 dias 15%
IOF: A alíquota incidente sobre os rendimentos produzidos por aplicações em títulos públicos com prazo inferior a 30 dias é de 1% ao dia. O limite tributável do rendimento é função do prazo de acordo com a tabela abaixo:
1 dia IOF 96%
2 dias IOF 93%
3 dias IOF 90%
4 dias IOF 86%
5 dias IOF 83%
6 dias IOF 80%
7 dias IOF 76%
8 dias IOF 73%
9 dias IOF 70%
10 dias IOF 66%
11 dias IOF 63%
12 dias IOF 60%
13 dias IOF 56%
14 dias IOF 53%
15 dias IOF 50%
16 dias IOF 46%
17 dias IOF 43%
18 dias IOF 40%
19 dias IOF 36%
20 dias IOF 33%
21 dias IOF 30%
22 dias IOF 26%
23 dias IOF 23%
24 dias IOF 20%
25 dias IOF 16%
26 dias IOF 13%
27 dias IOF 10%
28 dias IOF 6%
29 dias IOF 3%
30 dias IOF 0%

 

 

SELO CETIP CERTIFICA

Quando você investe em Renda Fixa pela FMB, suas operações são registradas em seu nome (CPF/CNPJ), na Cetip, agregando assim muito mais segurança e transparência ao processo.

Vantagens

Diversificação

Exposição a vários setores da economia, aumentando a diversificação do portfólio.

Tranquilidade

Previsibilidade de rendimento (se os investimentos forem mantidos até o vencimento*).

Liquidez

Ativos que podem atender aos objetivos de liquidez, de renda ou apreciação de capital.

Taxas competitivas

Opções de produtos com isenção de imposto de renda.

Carteira Protegida

Dezenas de opções cobertas pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC).

Importante: CRI e Debêntures não contam com a garantia do Fundo Garantidor de Crédito (FGC). CDB, LCI e LCA contam com a garantia do Fundo Garantidor de Crédito (FGC), que garante a devolução do principal investido acrescido de juros referente a rendimentos, na hipótese da incapacidade de pagamento da instituição financeira, de até R$ 250 mil. Os riscos da operação com títulos de renda fixa estão na capacidade de o emissor (governo, em se tratando de títulos públicos, empresa ou instituições financeiras, em se tratando de títulos privados) honrar a dívida (risco de crédito); na impossibilidade de venda do título ou na ausência de investidores interessados em adquiri-lo (risco de liquidez); e na possibilidade de variação da taxa de juros e dos indexadores (risco de mercado). Em se tratando de título privado, o risco de mercado inclui, ainda, o chamado prêmio do risco, que é aquele inerente à capacidade de pagamento da emissora do título. Muito importante a adequada compreensão da natureza, forma de rentabilidade e riscos dos títulos de renda fixa antes da sua aquisição. Rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura. Para informações e dúvidas sobre produtos, contate seu assessor. Para reclamações, contate nossa ouvidoria no telefone 0800 722 3710.

Confira outras alternativas em renda fixa

Tesouro Direto 

LCI e LCA 

Títulos Públicos 





Entre em contato

Tire suas dúvidas ou mande sugestões

Veja alguns dos nossos parceiros

  • Parceiro 10
  • Parceiro 9
  • Parceiro 8
  • Parceiro 7
  • Parceiro 6
  • Parceiro 5
  • Parceiro 4
  • Parceiro 3
  • Parceiro 2
  • Parceiro 1